Translate this Page

Rating: 2.7/5 (2011 votos)


ONLINE
1





Partilhe este Site...


2014 Orocelecy
2014 Orocelecy

contador de visitas

Eu sei que tudo na vida passa até as tristezas, mais tem pessoas que ficam para sempre em nossas memorias, pois elas conseguem marcar nossa vida e nossa memoria, pois são pessoas que se tornam eternas em nossa essencia, talves voce ainda não saiba avaliar este tipo de coisa, pois saudade parece praga parece mato insistente é o mato que nasce na vaga da flor que morre na gente, muitos até não sabem valorizar as pessoas que Lemba coloca em seu caminho, mais eu durante 3 decadas e meia soube não só valorizar como respeitar e amar independente de qualquer coisa, mais voce esta certo vou superar, mais com a certeza que vou sentir muita saudade e falta daquele que durante 35 anos foi meu caminho no mundo não só do candoble e que eu amei muito e vou cntinuar amando etrenamente.

Obatalá cria Iku, a Morte
Quando o mundo foi criado,
coube a Obatalá a criação do homem.
O homem foi criado e povoou a Terra.
Cada natureza da Terra, cada mistério e segredo,
foi tudo governado pelos orixás.
Com atenção e oferenda aos orixás,
tudo o homem conquistava.
Mas os seres humanos começaram a se imaginar
com os poderes que eram próprios dos orixás.
Os homens deixaram de alimentar as divindades.
Os homens, imortais que eram,
pensavam em si mesmos como deuses.
Não precisavam de outros deuses.
Cansado dos desmandos dos humanos,
a quem criara na origem do mundo,
Obatalá decidiu viver com os orixás no espaço sagrado
que fica entre o Aiê, a Terra, e o Orum, o Céu.
E Obatalá decidiu que os homens deveriam morrer;
Cada um num certo tempo, numa certa hora.
Então Obatalá criou Iku, a Morte.
E a encarregou de fazer morrer todos os humanos.
Obatalá impôs, contudo, à morte Iku uma condição:
só Olodumare podia decidir a hora de morrer de cada homem.
A Morte leva, mas a Morte não decide a hora de morrer
Tatá Ninkissi Ninon de Oyamatamba.