Translate this Page

Rating: 2.7/5 (2014 votos)


ONLINE
2





Partilhe este Site...


Nzámbi
Nzámbi

As várias designações de As várias designações de Nzámbi para alguns povos tradicionais de angola * por Ndembu`xi – Celso de Nsumbu Existem varias formas em que os povos étnicos tradicionais de angola designam o ser supremo (deus).Cito aqui algumas delas: Nzámbi, Kalunga, Mulungu, Mukuvu, Muvangi, Mbumbi e alguns outros mais .são formas de chama – lo, o designando um ser supremo e infinito por exemplo a palavra mulungu tem um significado de “o do alto” ou podendo ser também “o dos céus”. Por essa e outras nzámbi é o criador, senhor do mundo. Não podemos dizer que paras os povos nativos e de crenças tradicionais ele seja providencial ou seja que produz os melhores e necessários resultados os povos tradicionais de angola se preocupa mais com espíritos, magia, coisas ligadas as divindades só com exceção eles chegam a fazer um pedido diretamente a nzámbi (deus). Pois eles pensam desta forma deus esta nos céus e não se preocupa com criatura nem uma seja ela humanos, animais, espíritos, vegetais ou minerais. A vida quotidiana dos povos tradicionais de angola chega a receber sim a ajuda e influencia de uma força mística dos espíritos . Existe diversas cidades de angola em que o ser supremo chega a ser chamado ser forma diferente por questão de local como citado a baixo: Os Kongo Bavili chamam a deus pelo nome Nzámbi Mpúngu (deus supremo) que delegou alguns dos seus poderes a três divinos qual um preside aos mares outro aos rios e por final o que preside as florestas fazendo-se a representá-lo na terra cada um por seu Ngánga (sacerdote). Os Kabinda Bavili admitem que têm a existência de vários deuses qual um dos primeiros é Nzámbi (deus) que tem maior influência com a geração humana após Nzámbi vem outras como, abaixo de nzámbi é o divino chamado bunzi o deus da chuva vive nas profundezas da terra (na água) tratado entre os povos bakongo por Fúnza. Os Jinga tratam o como ngánga nzámbi que para eles é o ser supremo, existente que também é o principio do bem . Os Baikongos e os Basoso chamam-o por nzámbi. Qual é tido como um ser supremo com grande ligação com o bem e criador de todas as coisas o com poder entre a vida e a morte dos homens e gados. Os Maiombe chamam o por nzámbi e tem com ele que todas as praticas de feitiçarias são subordinadas a ele. O de alto poder, a razão de tudo e de todos os fenômenos destituídos de explicação racional. Existe alguns ditos entre ele como Samu via Nzámbi cujo quer dizer (coisas de deus) que da ao significado de que tudo pertence a deus. Para os Baiaka e Busurongo ele é tudo com ligação ao bem criador de tudo e de todos é a fonte de todos os bens para os basuko diferenciam-se de nzámbi-a-mpúngu do sexo masculino e kamona maueaze fêmea este ultimo é quem impõe e regra para os povos não toca em feitiços e também respeitar a kijila (proibição para que não comam certos alimentos). Aos Bangala nzámbi é tido um ser poderoso criador dos céus e da terra e tudo que nela vive também governante do sol, chuva, lua, raio, e trovão e também é quem os dá a riqueza e saúde e um bom êxito nas discussões, acusação criminais apresentado em juízo, assim também com as queixas, lamentos) coisas desse tipo ngánga nzámbi é tido o deus da geração , o ngola é o deus da família. Os Kioko e os Lunda tem nzámbi como o ser existente e supremo criador e o grande senhor do mundo também o tratam como Kalunga, contudo chamam a deus geralmente por Nzámbi ou também Mukulu Nzámbi. Os povos do distrito de Kuanza-sul tratam o por nzámbi ou até também njámbi. O povo Nano e parte dos povos nativos de bangela-a-velha chamam - lhe Suku por esse nome também chamam as tribos Bimbunda. o Nhaneka-humbe tratam por esse último também que emprega-se a algumas outras expressões como: huku, kalunga, ndiambi, mais geralmente é o primeiro nome citado a cima . Os povos do sul e sudoeste de um modo geral o chamam por kalunga ambas as partes o chama dessa forma tem também uns modos arcaicos ou seja tornados antigos, fora de uso qual é pamba, namongo, e também mbangu. O grupo Nheka humbe também usa os termo huku e suku para designa-lo. Entre os erero usa-se o vocábulo ndiámbi (o bem feitorio remunerador) e também empregado por kalunga ndiámbi. Os Donga afirmam que kalunga tinha um filho chamado musivi que teria sido criado antes do mundo que esse trata-se de uma crença num ser quase igual a deus. Criador de si próprio mais incapaz de destronar kalunga e vice e versa. Então ai tivemos um pequeno resumo da designação ao ser supremo segundo os povos abántu. A resumição de tudo é que os povos do norte chamam a deus por nzámbi , os do centro chamam lhe por suku e finalmente os do sudoeste chama-lhe por kalunga. Nzámbi coloca-se numa série qualificativa aproximada ao infinito .Kuamba (falar,agir) kalunga provem do verbo radical lunga que provem do verbo ku-lunga (construir, fazer) kalunga(algo infinito)e suku “O do alto”, ou também, “O dos céus” daí se tira que os povos de angola etimologicamente tem deus como um ser supremo criador de tudo, senhor dos céus e da terra e de tudo que há nela

topo